O Grupo Pericia Forense precisa de sua ajuda.

O grupo Pericia Forense foi fundado em 08 de agosto de 2003 e hoje conta com 4.846 associados, que debatem assuntos diversos como:

* Análise de invasão em sistemas;
* Análise de arquivos de logs;
* Ferramentas (software/hardware) utilizados na perícia;
* Cyber Crimes/Delitos Informáticos/Computer Crimes;
* Cursos, seminários, livros, documentos;
* Testes de conhecimentos;
* Leis, cases, Etc…

Estamos solicitando uma ajuda de custo para continuarmos a manter a nossa sala virtual com capacidade para 100 pessoas onde iremos no Grupo Pericia Forense realizar palestras, debates e reuniões virtuais.

Estamos solicitando a contribuição de R$ 15,00 para manter essa sala durante 2 anos.

Já temos um site sobre o assunto: http://www.guiatecnico.com.br

Se deseja contribuir, preencha os dados abaixo e receberá o boleto em seu e-mail para pagamento:

Contamos com a sua ajuda!

Abraços,

Roney Medice

Anúncios

Evento realizado sobre tecnologia no CEET Vasco Coutinho – Vila Velha – ES

Foi realizado mais um evento do Projeto: “Debate nas Escola Públicas sobre Tecnologia da Informação” e dessa vez ocorreu no CEET Vasco Coutinho, em Vila Velha – ES.

Os presentes ao debate puderam participar com perguntas e receberam diversas dicas dos profissionais que contribuíram com as suas experiências de mercado para os alunos do CEET Vasco Coutinho e de outros alunos de diversas escolas públicas.

Em breve, o projeto seguirá para mais uma escola. Fique atento à programação em nosso site.

O vídeo do debate no CEET Vasco Coutinho você pode conferir abaixo:

Seminário sobre Crimes Eletrônicos e a Segurança da Informação

Foi realizado um seminário na EEEM Almirante Barroso, localizado na cidade de Vitória-ES, com diversos assuntos e dentre eles, tive a honra de falar para os estudantes presentes sobre Os Crimes Eletrônicos e a Segurança da Informação.

Os assuntos abordados foram passados aos alunos de uma forma mais didática possível e menos técnica para que mesmo aqueles que não tinham uma vivência forte com a tecnologia, pudessem entender o recado a ser transmitido.

O vídeo da palestra você pode conferir abaixo:

Projeto “Debate nas Escolas Públicas sobre Tecnologia da Informação”. Debate: Os Crimes Eletrônicos e a Segurança da Informação. Local: EEEM Almirante Barroso – Vitória – ES

O evento RoadSec passou por mais uma cidade – Vitória-ES

Nesse sábado, dia 16 de agosto de 2014, o RoadSec aconteceu na cidade de Vitória-ES com o apoio da UVV – Universidade de Vila Velha que disponibilizou as suas dependências para a realização desse evento tão importante sobre Segurança da Informação.

Anderson Ramos

Anderson Ramos

A abertura do evento foi oficializado em Vitória-ES pelo coordenador do RoadSec, Anderson Ramos, salientando a importância do Estado do Espírito Santo fomentar o assunto sobre Segurança da Informação e a necessidade dos profissionais de informática em participar mais ativamente dos eventos nessa área.

Agradeceu a presença de todos e deu início aos trabalhos apresentando o primeiro palestrante do evento.

Carolina Bozza

Carolina Bozza

A primeira palestra do RoadSec foi comandada por Carolina Bozza, da CyberArk onde comentou sobre dispositivos de segurança, dentre eles o “cofre” de senhas para os ativos de rede.

A palestrante abordou a dificuldade de se criar uma senha segura e ao mesmo tempo, que não seja tão difícil ao ponto do usuário esquecê-la.

Exemplificou casos de usuários de informática que tem por hábito, anotar a senha em diversos locais como monitor, embaixo do teclado e outros lugares inapropriados.

Com um auditório lotado, os participantes puderam observar atentamente como estão as novidades do mercado de tecnologia, absorvendo conhecimento técnico e de gestão, ampliando o networking e fazendo novas amizades durante a realização das oficinas de desafios.

Participantes no auditório.

Participantes no auditório.

Um ponto que chamou bastante a atenção foi a grande participação efetiva dos presentes ao evento que não economizaram nas perguntas, sugestões ou críticas nos diversos assuntos abordados nas palestras durante o RoadSec em Vitória-ES.

Participação dos presentes durante o evento.

Participação dos presentes durante o evento.

Alan Castro

Alan Castro

O segundo palestrante do dia foi Alan Castro, da Symantec, o qual relatou uma pesquisa da Symantec referente aos tipos de riscos corporativos e as necessidades das pessoas em proteger os ativos de rede.

No ranking de riscos, estão os problemas com “hackers”, vírus, pessoas mal intencionadas e as vulnerabilidades de softwares.

Após um rápido coffe-break, o evento continuou com o palestrante da Actantes, Rodolfo Avelino que trouxe para o RoadSec assuntos como o cenário dos malwares no Brasil e os desafios para a privacidade e o anonimato na internet.

Um bate-papo descontraído e que gerou várias risadas ao público presente com exemplos e situações que vivemos em nosso cotidiano.

Rodolfo Avelino

Rodolfo Avelino

Fechando a programação da parte da manhã no RoadSec em Vitória-ES, foi a vez de falar sobre um tema bem interessante e empolgante que é a Rede Tor e a Deep Web, os palestrantes Gilberto Sudré, Gustavo Martinelli e Gustavo Roberto.

Gilberto Sudré

Gilberto Sudré

Gustavo Martinelli e Gustavo Roberto

Gustavo Martinelli e Gustavo Roberto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Após o intervalo de almoço, ocorreram as oficinas de desafios e as demais palestras conforme a programação do evento.

Fotos do evento:

Ulysses  Monteiro

Ulysses Monteiro

Leomar Viegas

Leomar Viegas

Ganhador do desafio  H4c4FL4G

Ganhador do desafio H4ck4FL4G

Oficina de Robótica - Lego

Oficina de Robótica – Lego

Oficina - Lock Picking

Oficina – Lock Picking

Oficina - Lock Picking - Ferramentas

Oficina – Lock Picking – Ferramentas

Notícias Tecnológicas agora também no Flipboard!

A informação é fundamental para gerar o conhecimento. Com essa premissa, eu sei muito bem como é difícil mantermos atualizados com as notícias que são geradas a cada minuto em nosso mundo.

Pensando nisso, resolvi ajudar os navegantes desse grande navio que é a Internet e a partir de agora, está criado mais um canal de informação para que você possa se manter atualizado com as notícias tecnológicas e do cotidiano, de uma forma centralizada e modernas, onde os artigos podem ser lidos em smartphones, tablet e no próprio computador.

Aproveita e assine a revista, é gratuita. Basta clicar dentro da revista na opção “Seguir” e pronto.

Clique no link abaixo para já começar a ler a revista Notícias Tecnológicas no Flipboard agora mesmo ou se preferir, baixe o app do Flipboard em seu smartphone, nas versões IOS e Android.

Confira Notícias Tecnológicas por Roney Medice em http://flip.it/9Vlji

Revista – Notícias Tecnológicas – Flipboard


Available on the App Store

Android app on Google Play
Available on the Windows Store
Available on BlackBerry

Câmera Panono tira fotos panorâmicas no estilo “Google Street View”

camera_ball

Desenvolvida por alemães, a câmera Panono tira fotos panorâmicas no estilo “Google Street View”. Ela consiste em uma esfera com 11 cm de diâmetro que é acionada quando jogada para o alto. O dispositivo, então, tira 36 imagens, as reúne e envia para o aplicativo da câmera em um smartphone via Bluetooth. O projeto está sendo desenvolvido por pesquisadores da Universidade Técnica de Berlim, na Alemanha, desde 2011 e atualmente a Panono está à venda na plataforma de financiamento coletivo Indiegogo por US$ 499 (cerca de R$ 1.200).

Fonte: UOL Tecnologia

Gestão em TI: O processo em decidir por um estagiário ou um auxiliar de TI

Os computadores foram criados pelo homem e ainda vão levar muito tempo para que sejam totalmente independentes da vontade do ser humano para executar determinadas tarefas. Não estou me referindo à automação industrial onde já percebemos que as máquinas já estão substituindo na linha de produção o trabalho dos funcionários mas sim, aquelas atividades em TI que dependem de uma interação pessoal e emotiva.

Não é difícil de se pensar que a cada dia de um profissional de tecnologia é como se ele nascesse de novo pois os problemas são novos a cada momento que eles aparecem, exigindo uma nova decisão de comando e realizando novas soluções cada vez mais criativas e inovadoras.

Os computadores podem até tentar adivinhar uma possível solução ao problema encontrado com base em estatísticas e probabilidades mas é o funcionário da informática que será o responsável por resolver problemas que a máquina (o computador) ainda não consegue resolver.

Por exemplo, é o profissional de TI que vai abrir o gabinete para trocar um HD queimado, trocar uma fonte de energia com defeito, um teclado quebrado e tantas outras situações que conhecemos como o suporte de primeiro nível, onde todo o atendimento inicial muita das vezes depende do fator humano.

Entretanto, existe um processo de decisão na gestão em TI quando é preciso aumentar os quadros de pessoas envolvidas no Setor de TI. Se depender da empresa (quando estamos falando no ponto de vista do empresário / administrador) a melhor opção para a escolha de um novo ponto de apoio na equipe de TI é decidir por um estagiário.

Diversas são as razões para preferir um estagiário na equipe: custo com salário é menor, menos encargos tributários e trabalhistas (apesar que estagiário tem os mesmo direitos que um funcionário como férias, 13º salário… mas tem uns benefícios fiscais para a empresa), o estagiário começa a sua carreira sem os velhos vícios do mercado de trabalho e tantos outros motivos quando levamos em consideração o ponto de vista do administrador da companhia.

Todavia, no ponto de vista do Gestor de TI, na maioria das vezes a escolha é pelo profissional que já tem uma certa experiência no mercado de trabalho e por isso, optam pelo auxiliar de TI. Até porque, esse profissional terá uma jornada de trabalho completa na empresa ao passo que o estagiário, por lei, tem um carga horária de trabalho máxima que não pode ser ultrapassado.

É muito complicado ter que passar para um estagiário a noção de tudo na informática quando em determinados momentos não há a possibilidade de se parar o Setor de TI para ensinar o básico ao estagiário pois a demanda na empresa é muito grande e alguém acabará sendo prejudicado, que podem ser os usuários solicitantes de atendimento de suporte técnico ou a própria empresa que ficará com um SLA maior para que os problemas possam ser resolvidos.

O que determina a escolha entre o estagiário e o auxiliar de TI é o momento atual que tanto a empresa quanto o Setor de TI estão passando. Tem que ser analisado o perfil necessário do profissional que vai trabalhar com os usuários, os tipos de sistemas que são usados na empresa e outros fatores que dependendo de quem vai ajudar na equipe de TI, pode mais complicar que ajudar.

Contudo, se o momento de aquisição de uma nova pessoa para o Setor de TI for bem planejado e não houver uma intensa necessidade pontual para uma aquisição de pessoas experientes no mercado de trabalho, seria interessante optar por um estagiário e aos poucos, passando os conhecimentos e dependendo do desenvolvimento das atividades laborais no setor, esse estagiário poderá ser um ótimo e futuro auxiliar de TI, já exercendo o seu papel e mais, já iniciando a sua trajetória profissional com uma promoção: de estagiário para Auxiliar de TI.

Até que cargo esse estagiário pode chegar? Bem, o céu é o limite! Depende de cada um…

Até a próxima!

Ps: estava de férias e agora estou revigorado para continuar a me dedicar para transmitir conteúdos com toda força e vigor.