A tecnologia já virou o “melhor amigo” dos seus filhos

Brincadeiras de tabuleiro, bolinha de gude, corrida de tampinha, carrinhos de rolimã… para muitos isso ficou no passado bem distante e seus filhos não terão ou não se sentirão motivados a ter contato com essas brincadeiras. Pelo menos para aqueles que ganharam diversos brinquedos eletrônicos repletos de tecnologia e movimentos sensoriais.

Essa é a realidade em que os nosso filhos nos dias de hoje estão passando, trocando os velhos e reais “amigos” da vizinhança por brinquedos eletrônicos. Nesse meio, estamos falando de videogames de última geração, tablets, smartphones, bonecas que andam e “fazem” as suas necessidades fisiológicas, imitando o nosso cotidiano e tantos outros mais.

Não que isso seja uma situação negativa, muito pelo contrário, muito desses brinquedos estimulam a coordenação motora, o raciocínio lógico e outras consequências dessa modernidade.

Entretanto, assim com eu que sou pai, estamos observando uma tendência natural dos filhos optarem por brincarem com a tecnologia ao invés de chamar um colega para dividir o momento de diversão com brinquedos manuais ou os chamados brinquedos “sem tecnologia”.

Uma bola de futebol é muito das vezes trocada por um jogo de futebol no videogame, onde diversas partidas do jogo são realizadas sem ocorrer o cansaço físico de seus jogadores. É bem nítido que essa situação vem ocorrendo com uma certa frequência e velocidade ao longo do tempo. São os tempos da modernidade.

A criação das redes sociais aumentou ainda mais essa aproximação da tecnologia nas crianças, acreditando que o número de pessoas adicionadas em sua rede social é visto por seus amigos como interessante, passando a entender que você é uma pessoa bem relacionada e assim, pode a vir a ser um novo amigo de pessoas desconhecidas com uma certa facilidade.

Enfim, em um mundo em que a cada dia estamos nos comunicando através de videoconferências, jogos eletrônicos com detecção de movimento e tablets, nosso filhos estão aprendendo a nova forma de se relacionar com a pessoas, de forma eletrônica e ao mesmo tempo, elegendo a tecnologia como o seu melhor amigo.

Até a próxima!

Anúncios