Veja os 8 principais golpes virtuais de 2011


São Paulo – A empresa de segurança Norton, da Symantec, liberou uma lista com os principais golpes virtuais do ano, aqueles que mais se espalharam pela rede e causaram danos aos internautas. Cibercriminosos se aproveitam de acontecimentos globais que atraem o interesse do público para espalhar malware e aplicar golpes virtuais nos usuários. Os ataques podem afetar qualquer um que esteja conectado à rede e não tome precauções básicas.

Dentre as maneiras de se proteger, estão as clássicas não clicar em posts suspeitos, não confiar em mensagens enviadas por remetentes desconhecidos, não divulgar suas senhas nem deixá-las expostas e desconfiar de ofertas surreais. Outras características devem chamar atenção do usuário como, por exemplo, links que são repetidamente repassados entre seus contatos (especialmente se eles postarem sempre com as mesmas palavras e mensagens ou em línguas estrangeiras).

Confira a lista abaixo:

1. Março – Terremoto no Japão: ataques de spams e phishing solicitando doações ou tentando disseminar ameaças virtuais começaram a surgir poucas horas após a tragédia no Japão.

2. Abril – Casamento Real do Príncipe William e Kate Middleton: foram identificados mais de 500 sites maliciosos, que se aproveitavam da curiosidade das pessoas para redirecioná-las a páginas contendo janelas de antivírus falsos. O usuário receberia notificações de erros e ameaças que precisam ser eliminadas.

3. Maio – Morte de Osama bin Laden: páginas da web, muitas vezes prometendo conter imagens da morte do terrorista, eram envenenadas com o intuito de obter acesso aos computadores e infectá-los com malware.

4. Maio – Jogos Olímpicos de Londres: os ingressos para as Olimpíadas mal começaram a ser vendidos e os hackers já começaram uma série de ataques cibernéticos, incluindo resultados de busca contaminados e confirmações falsas por e-mail.

5. Julho – Morte de Amy Winehouse: mais uma vez os cibercriminosos se aproveitaram da curiosidade do público. Foram criados ataques de spam que traziam promessas de fotos do corpo da cantora e de supostas drogas encontradas no local de sua morte.

6. Setembro – Roubo do curtir no Facebook: esse ataque foi bem elaborado. O usuário era levado a clicar em um conteúdo qualquer na rede social, normalmente algum vídeo polêmico, e, automaticamente, seus amigos recebiam o aviso de que ele curtiu o conteúdo, sem que ele tenha de fato clicado no botão. O spam gerado propagava conteúdos dentro do Facebook e, com frequência, servia para roubar e revender dados financeiros e pessoais dos internautas.

7. Outubro – Morte de Steve Jobs: quando o co-fundador da Apple morreu, os criminosos virtuais se aproveitaram para disseminar mensagens com informações falsas, mas que atraíam a curiosidade das pessoas. Ao clicar nos links, o usuário tinha seu computador infectado.

8. Novembro: Filme Amanhecer (parte 1): poucos dias antes da estreia mundial do filme da saga Crepúsculo, os usuários foram enganados por supostas fotos e links com informações da produção, que teve trechos filmados no Rio de Janeiro. Ao clicar nas páginas contaminadas ou tentar fazer download das fotos, o computador do usuário era acessado.

Fonte: Exame Info

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s