Cloud computing ameaça os empregos em TI. Será mesmo?


É difícil acompanhar a cobertura sobre computação em nuvem sem tropeçar em algumas histórias de terror sobre como esta tecnologia, quando entra na empresa, empurra os profissionais de TI para fora.

Há também a ameaça de que, se não se adaptarem à cloud computing, estes profissionais serão rotulados como “não inovadores” e postos na rua o mais rapidamente possível.

Preocupações como essas são cada vez mais comuns em conversas privadas, já que falar mal da nuvem em público se tornou politicamente incorreto. E minha resposta muda um pouco, dependendo de com quem estou falando, mas o ponto é o mesmo: nós estamos sempre fazendo a TI evoluir; portanto, se você está em TI, seu trabalho vai mudar com muito mais frequência que em outras indústrias – por isso, acostume-se.

A computação em nuvem não é a primeira tecnologia disruptiva a provocar a evolução de abordagens, habilidades e rotas de carreira, e nem será a última.

Menos gente
A maior preocupação é que mais eficiência leva a menos gente. De fato, o que se espera é que a cloud computing traga mais eficiência à TI; assim, em algumas situações as empresas não precisarão de tantas pessoas em TI como antes.

Isso é lógico, pois ter menos servidores na empresa significa precisar de menos gente para gerenciá-los. Além disso, a cloud traz formas melhores de desenvolvimento e de teste, e uma redução no número de instalações de softwares corporativos caros que exigem manutenção interna.

Está claro que iremos ajustar nossas necessidades de pessoal nas empresas à medida que a cloud computing se tornar mais onipresente. Mas no passado já houve um movimento parecido com o ERP por meio da tecnologia cliente servidor e do outsourcing, só para citar duas.

Saldo positivo
Acredito que haverá muito mais emprego em cloud computing, por meio de funções como gerentes de cloud, arquitetos de solução em cloud, desenvolvedores de plataformas-serviço, e por aí vai. Minha suspeita é que haverá um enorme saldo positivo em empregos em TI por causa da nuvem, e os salários deverão subir ainda mais nos próximos anos.

A real preocupação aqui é com mudanças, não com a cloud computing. Mudança é e sempre será um ponto chave em TI. Nós deveríamos sempre pensar sobre melhores maneiras de oferecer suporte aos negócios. A cloud computing é apenas uma instância de mudanças e uma instância de um tipo de solução que poderia fazer as coisas melhor.

Quanto mais efetiva for a TI, mais oportunidades teremos de crescer –  e isso se traduzirá em mais empregos, não menos. Vamos manter isso em mente.

Fonte: http://idgnow.uol.com.br/carreira/2010/08/11/cloud-computing-ameaca-os-empregos-em-ti-sera-mesmo/paginador/pagina_2

Anúncios

2 respostas em “Cloud computing ameaça os empregos em TI. Será mesmo?

  1. Tá brincando? Com um déficit de 100 pessoas capacitadas em TI no Brasil, a computação em nuvem não vai fazer nem cosquinha nesse número…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s