Comentários sobre a distribuição OpenSuse 10.2


Tive a oportunidade de instalar em meu notebook a distribuição do Linux OpenSuse10.2, e posso dizer que fiquei satisfeito com os recursos que essa distribuição oferece ao seus usuários. Claro que como na “família Windows”, quando atualizamos o sistema operacional, sempre esperamos obter mais recursos que estamos já acostumados. Existem diferenças, é lógico, entre as distribuições e sei que a cada instalação de um novo sistema operacional, tenho que me acostumar com os novos comandos ou parâmetros que diferenciam a cada distribuição linux.

A verdade é que até um usuário “leigo” pode ter em seu computador, o sistema linux instalado. A fase de instalação, para aqueles que não possuem muita habilidade técnica, pode deixar que o assistente de instalação escolha as melhores configurações e faça o trabalho de instalar o linux, pois o processo de instalação do OpenSuse10.2 se assemelha a uma instalação windows, claro que cada um com as suas berrantes diferenças técnicas quanto a estrutura do sistema.

Finalizado a instalação do OpenSuse10.2, pude observar as diferenças dos arquivos nessa distribuição, como por exemplo, o arquivo de configuração das partições do sistema (/etc/fstab). As configurações de inicialização do OpenSuse10.2 estão armazenadas dentro de /etc/rc.d, que dependendo de como o sistema vai ser inicializado (por exemplo, init = 5), será carregado o arquivo de inicialização correspondente. No caso da maioria dos usuários, se o init estiver com parâmetro 5, a distribuição do linux será carregada em modo gráfico, multiusuário e com rede.

Outro fator que me chamou a atenção é o gerenciador de pacotes, o YAST2, de modo gráfico, ele gerencia e coordena os pacotes instalados, as versões novas e tudo referente aos pacotes rpm de seu sistema. Pode usar a instalação de pacotes de modo texto, com o comando SMART, que as vezes, é mais rápido que a opção gráfica.

Contudo, eu que estava acostumado com a distribuição Ubuntu, percebi no OpenSuse10.2 boas mudanças, principalmente no visual e recursos de sistema, trazendo uma melhora na performance dos aplicativos. Mas ainda é cedo para escolher o OpenSuse10.2 como o sistema operacional padrão de meu notebook, até porque, a versão OpenSuse11 já está aí. Agora é baixar e testar.

Roney Médice

Analista de Sistemas e Bacharel em Direito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s