Inaugurado no Espírito Santo um novo portal de reclamação dos consumidores

No dia de hoje, 10/06, foi inaugurado um novo portal de reclamação dos consumidores em que os capixabas poderão registrar suas reclamações entre as 80 empresas cadastradas e atuantes no mercado nacional.

O funcionamento do portal http://www.consumidor.gov.br é o mesmo que outros sites de reclamação de usuários já conhecidos, como por exemplo o site Reclame Aqui. A diferença básica é que no portal governamental, os Procons Estaduais estarão monitorando as reclamações dos consumidores sem intervir nas relações entre o reclamante e o reclamado.

Entretanto, analisando os registros dos consumidores e levando em conta o índice de certas reclamações, o órgão poderá agir em prol da coletividade entrando com ações coletivas com o intuito de resolver o impasse e agilizar pela cobrança de uma solução mais rápida.

Por enquanto, o portal está em fase de teste em alguns Estados da Federação e será levado a outros Estados em breve.

Endereço do portal: http://www.consumidor.gov.br

Novos Conselheiros tomam posse no Conselho de Usuários da Embratel/Claro/NET da Região Sudeste

No dia 23 de maio de 2014, tomaram posse em São Paulo os 12 conselheiros do Conselho de Usuários da Embratel/Claro/NET para o período de 2014-2016. Esse conselho, regulamentado pela Resolução n°623/13 da Anatel, tem como objetivo avaliar os serviços e a qualidade de atendimento, bem como apresentar propostas e sugestões para a melhoria dos serviços. Do mesmo modo, as ações dos Conselhos servem como subsídio para o Comitê de Defesa dos Usuários de Serviços de Telecomunicações (CDUST).

Conforme a Resolução n° 623/13 da Anatel, em seu artigo 16, são atribuições do Conselho de Usuários:

- propor alternativas que possibilitem a melhoria e a adequação dos serviços prestados aos usuários;

- propor atividades e cooperar com o Grupo no desenvolvimento e na disseminação de programas e ações de conscientização destinados à orientação dos usuários sobre a utilização dos serviços de telecomunicações, bem como sobre os seus direitos e deveres;

- conhecer a legislação e a regulamentação relativas ao setor e acompanhar sua evolução;

- realizar até quatro reuniões ordinárias por ano; e,

- aprovar as pautas e as atas das reuniões.

Na parte da manhã, os conselheiros tomaram posse no Conselho de Usuários da Embratel/Claro/NET e foram eleitos o Presidente e o Vice-Presidente do Conselho, iniciando de fato os trabalhos.

Foram empossados os seguintes membros:

Eleitos à vaga do usuário

Roney Roberto Cunha Medice

João Climaco Neto

Enderson Leiva Zambeli

Hélio Nonato de Oliveira

Leandro Chemale “Pirata”

Claudio Ramos da Silva

Eleitos à vaga de Entidade de Interesse de Defesa do Usuário

Ordem dos Advogados do Brasil, Sessão de São Paulo - Dr. Vitor Hugo

Associação Brasileira de Engenheiros Eletricistas Departamento de Minas Gerais – ABEE-MG – Sr. Gilmar Naciso

Federação das Associações de Favelas do Estado do Rio de Janeiro - Sr. Eduardo Novais

Como Secretário do Conselho de Usuários da Embratel/Claro/NET da Região Sudeste, ficou definido o Sr. Felipe Takashi.

 

Conselheiros_Regiao_Sudeste

Novos conselheiros da Embratel/Claro/NET da Região Sudeste

Foram eleitos o Presidente e o Vice-Presidente do Conselho de Usuários:

Presidente: Sr. Vitor Hugo Vice-Presidente: Sr. Roney Medice

Presidente: Sr. Vitor Hugo (à direita)
Vice-Presidente: Sr. Roney Medice (à esquerda)

 

O Conselho de Usuário, após a devida posse de seus membros, começou efetivamente os trabalhos:

Conselho de Usuários da Embratel/Claro/NET da região sudeste em atividade

Conselho de Usuários da Embratel/Claro/NET da região sudeste em atividade.

 

No período da tarde, os conselheiros tiveram uma reunião com o Presidente e a Superintendente de Relações com Consumidores da Anatel, respectivamente, o Sr. João Batista de Rezende e a Sra. Elisa Vieira Leonel:

Conselheiros na reunião com representantes da Anatel

As próximas reuniões do Conselho de Usuários já estão com datas definidas e diversos assuntos na pauta já foram despachados para as devidas providências.

Câmera Panono tira fotos panorâmicas no estilo “Google Street View”

camera_ball

Desenvolvida por alemães, a câmera Panono tira fotos panorâmicas no estilo “Google Street View”. Ela consiste em uma esfera com 11 cm de diâmetro que é acionada quando jogada para o alto. O dispositivo, então, tira 36 imagens, as reúne e envia para o aplicativo da câmera em um smartphone via Bluetooth. O projeto está sendo desenvolvido por pesquisadores da Universidade Técnica de Berlim, na Alemanha, desde 2011 e atualmente a Panono está à venda na plataforma de financiamento coletivo Indiegogo por US$ 499 (cerca de R$ 1.200).

Fonte: UOL Tecnologia

Ladrões usam pen drives para assaltar caixas eletrônicos

Eu li uma matéria na BBC Brasil que me chamou muito a atenção e precisamos ficar atentos para que esse tipo de ataque não seja “importado” pelos criminosos Brasileiros.

Os detalhes dos ataques, realizados contra caixas de um banco europeu cujo nome não foi divulgado, foram apresentados no congresso Chaos Computing, em Hamburgo, na Alemanha, que debateu crimes cibernéticos.

Os dois pesquisadores que detalharam os ataques pediram que seus nomes tampouco fossem divulgados.

Segundo eles, esse tipo de ataque começou a ser aplicado em julho, depois de o banco notar que vários de seus caixas eletrônicos estavam sendo esvaziados apesar do uso de cofres para proteger o dinheiro dentro das máquinas.

Depois de um aumento na vigilância, o banco descobriu que os criminosos estavam vandalizando as máquinas para usar os pen drives infectados com o malware (software destinado a se infiltrar em um computador).

Uma vez que o malware fosse transferido para a máquina, eles fechavam o buraco aberto para a entrada do pen drive. Desta forma, um mesmo caixa eletrônico poderia ser atacado várias vezes.

Códigos

Para ativar o código na hora em que quisessem, os criminosos digitavam uma série de 12 dígitos que lançava uma interface especial.

Análises do software instalado em quatro caixas eletrônicos atacados demonstraram que as máquinas infectadas mostravam não apenas a quantidade de dinheiro disponível em seu cofre, mas também quais as notas disponíveis e um menu com as opções de escolha das notas.

Segundo os pesquisadores, isso permitia que os criminosos pedissem a liberação das notas de valor mais alto para minimizar o tempo em que eles ficavam no caixa eletrônico, se arriscando a serem flagrados.

Os pesquisadores que revelaram esse novo tipo de crime cibernético também notaram outro aspecto: os criminosos que usam esse tipo de malware pareciam temer que membros da própria gangue agissem por conta própria.

Por isso, para a liberação do dinheiro no caixa eletrônico, o criminoso precisa digitar um segundo código, que varia a cada vez que o software é usado.

O criminoso só pode obter esse segundo código ligando para outro membro do grupo e descrevendo a ele os números que são mostrados na tela do caixa eletrônico no momento do crime.

Sem isso, o caixa eletrônico volta ao normal depois de três minutos, como se não tivesse sido atacado.

Os pesquisadores afirmaram que o código do malware usado nos caixas eletrônicos é muito difícil de analisar.

Fonte: BBC Brasil

A tecnologia já virou o “melhor amigo” dos seus filhos

Brincadeiras de tabuleiro, bolinha de gude, corrida de tampinha, carrinhos de rolimã… para muitos isso ficou no passado bem distante e seus filhos não terão ou não se sentirão motivados a ter contato com essas brincadeiras. Pelo menos para aqueles que ganharam diversos brinquedos eletrônicos repletos de tecnologia e movimentos sensoriais.

Essa é a realidade em que os nosso filhos nos dias de hoje estão passando, trocando os velhos e reais “amigos” da vizinhança por brinquedos eletrônicos. Nesse meio, estamos falando de videogames de última geração, tablets, smartphones, bonecas que andam e “fazem” as suas necessidades fisiológicas, imitando o nosso cotidiano e tantos outros mais.

Não que isso seja uma situação negativa, muito pelo contrário, muito desses brinquedos estimulam a coordenação motora, o raciocínio lógico e outras consequências dessa modernidade.

Entretanto, assim com eu que sou pai, estamos observando uma tendência natural dos filhos optarem por brincarem com a tecnologia ao invés de chamar um colega para dividir o momento de diversão com brinquedos manuais ou os chamados brinquedos “sem tecnologia”.

Uma bola de futebol é muito das vezes trocada por um jogo de futebol no videogame, onde diversas partidas do jogo são realizadas sem ocorrer o cansaço físico de seus jogadores. É bem nítido que essa situação vem ocorrendo com uma certa frequência e velocidade ao longo do tempo. São os tempos da modernidade.

A criação das redes sociais aumentou ainda mais essa aproximação da tecnologia nas crianças, acreditando que o número de pessoas adicionadas em sua rede social é visto por seus amigos como interessante, passando a entender que você é uma pessoa bem relacionada e assim, pode a vir a ser um novo amigo de pessoas desconhecidas com uma certa facilidade.

Enfim, em um mundo em que a cada dia estamos nos comunicando através de videoconferências, jogos eletrônicos com detecção de movimento e tablets, nosso filhos estão aprendendo a nova forma de se relacionar com a pessoas, de forma eletrônica e ao mesmo tempo, elegendo a tecnologia como o seu melhor amigo.

Até a próxima!